Análise e Desenvolvimento de Sistemas | Faculdade UCL

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Duração: 2,5 anos

Portaria Nº 322, de 19 de dezembro de 2012

O Espírito Santo vem crescendo acima da média nacional nos últimos anos. No ano de 2011 o crescimento do Produto Interno Bruto do estado ficou acima de 9%, lembrando as taxas chinesas de crescimento. Esse crescimento abrangeu tanto a área industrial quanto o setor de serviços, Também nos outros anos, o estado vem assinalando um crescimento constante elevando assim a demanda por profissionais na área de Tecnologia da Informação. Essa demanda é muito evidente principalmente na cidade Serra, que tem apresentado um crescimento superior ao da capital capixaba e um dos maiores crescimentos econômicos em relação às demais cidades do Brasil.

Entre os profissionais demandados nesse cenário de crescimento econômico, destaca-se a análise e desenvolvimento de sistemas que é a área de concentração destinada à criação, instalação e manutenção de sistemas de informação visando os seguintes fatores: funcionalidade, qualidade, confiabilidade, desempenho, portabilidade, usabilidade, foco no usuário, etc. Os principais serviços prestados por essa área são: análise, projeto e construção de sistemas, modelagem de dados, gerência de configuração de sistemas.

A Instituição de Ensino UCL tendo como base as características da área de Análise e Desenvolvimento de Sistemas pretende formar Tecnólogos com uma sólida base teórica multidisciplinar conjugada a uma capacidade técnica e prática de qualidade. Esta junção propiciará ao mercado, profissionais habilitados à prática da análise e desenvolvimento de sistemas considerando a realização de análise, modelagem, projeto, construção e manutenção dos sistemas de informação.

Dentre as principais atividades que o Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas realizará, estão:

  • Análise de Sistemas: Modela soluções de software e modificações em processos de negócio a partir da análise desses processos e a partir da interação com os envolvidos direta e indiretamente nos processos analisados.
  • Projeto de Sistemas: Projeta soluções de software a partir da modelagem realizada pelo Analista de Sistemas com o objetivo de informatizar processos de negócio tornando-os mais eficientes. O projeto de sistemas considera fatores como segurança da informação, armazenamento e integração de dados, desempenho e usabilidade dos sistemas, escolha de tecnologias, etc. de forma a possibilitar a construção dos sistemas modelados.
  • Construção de Sistemas: Constrói soluções de software utilizando as tecnologias adequadas de acordo com o tipo de sistema desenvolvido. Cria e integra banco de dados. Utiliza as mais diversas tecnologias de desenvolvimento de sistemas e construção de interfaces para diversos tipos de plataforma de software como desktop, cliente-servidor, sistemas web e sistemas para dispositivos móveis.
  • Gestão de Projetos de Software: Gerencia equipes de desenvolvimento de sistemas de acordo com as práticas de gestão de software praticadas no mercado considerando os conceitos de análise de escopo, prazo, custo, riscos e demais conceitos da área de gerência de projetos. Utiliza padrões de qualidade de software providos a partir de modelos de maturidade como MPS.Br e CMMI de forma a garantir a qualidade dos sistemas construídos desde sua análise, passando pelo projeto e construção, até a implantação e treinamento dos usuários.

O curso é oferecido em cinco semestres letivos, e o seu currículo inclui disciplinas de formação básica e geral, comum ao curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, e disciplinas de formação profissional.

Tipo de curso: PresencialTipo de formação: Tecnólogo | Vagas: 150 noturnas
Objetivos

O curso proposto tem como diferencial uma formação abrangente e sólida para a construção de um profissional de liderança com capacidade intelectual de modelagem de negócios, análise, criação, juntamente com a capacidade técnica de execução e desenvolvimento e implantação de sistemas. Esta formação proporcionará ao estudante competências para trabalhar nos campos de projeto de softwares, serviços, produção, gestão e consultoria nas áreas de abrangência relacionadas à Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Para tanto o curso oferecerá:

  • Uma sólida formação em fundamentos da programação de computadores;
  • Uma sólida formação em modelagem, construção e manipulação de banco de dados relacionais;
  • Uma formação ampla na área de análise e projeto de sistemas computacionais;
  • Uma formação gerencial, com ênfase nos aspectos relacionados à qualidade e gestão projetos de sistemas computacionais.
  • Uma real vivência com a realidade empresarial, por meio de estágio supervisionado e de trabalho de conclusão de curso obrigatórios.

Os objetivos específicos do curso são os seguintes:

  • Capacitar os alunos no conhecimento das teorias, leis, princípios, métodos e tecnologias relacionadas direta ou indiretamente à Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
  • Possibilitar aos alunos uma visão abrangente, através da adoção de disciplinas de outras especializações;
  • Possibilitar aos alunos conhecimento orientado que os capacitem a trabalhar em áreas de pesquisa, projeto, desenvolvimento, produção e mercado; e
  • Desenvolver no aluno uma postura ética e moral para a sua vida profissional.

Coordenador

André Ribeiro da Silva, MSc

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Viçosa e Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é professor e coordenador do curso de graduação em Sistemas de Informação da UCL e Analista de Sistemas e Coordenador de Projetos da Mogai Tecnologia da Informação.

Perfil do Egresso

Profissional multidisciplinar, com capacidade de modelar, projetar e desenvolver soluções de software, coordenar equipes de projeto de software e gerenciar a produção desde a análise até a implantação do software. A formação multidisciplinar permitirá ao profissional uma visão integrada para lidar com questões específicas relacionadas ao cliente, ao mercado e ao consumidor final. O curso propiciará ao aluno diversas competências, dentre elas o egresso estará apto a:

  • Analisar Sistemas: Utilizar técnicas de modelagem de sistemas e modelagem de dados aliadas às técnicas da engenharia de software destinadas à análise de sistemas. Representar os processos estudados por meio de diagramas e documentos específicos que permitam o projeto da solução de software que atenda aos objetivos da análise realizada.
  • Projetar Sistemas: Modelar uma solução de software que atenda os requisitos verificados durante a fase da análise. Escolher as melhores tecnologias de desenvolvimento, banco de dados, arquitetura de software, disponíveis para a construção dos sistemas de informação. Projetar as integrações de dados necessárias para a efetiva comunicação do sistema a ser criado com os sistemas já existentes na organização.
  • Construir Sistemas: Construir sistemas seguindo modelagem e projetos criados utilizando para isso ferramentas e técnicas modernas da engenharia de software. Utilizar de forma eficiente os frameworks de desenvolvimento de sistemas disponíveis no mercado. Criar interfaces inteligentes e adequadas de acordo com as técnicas de interação com usuário para as mais diversas plataformas de hardware. Criar, consultar e manter bancos de dados e seus sistemas gerenciadores. Codificar, testar, implantar e manter os mais diversos tipos de arquiteturas de software.
  • Gerenciar Projetos de Sistemas: Criar, a partir da análise de um sistema computacional, os projetos de escopo, tempo, custo, riscos e recursos necessários para a condução do projeto até a fase de implantação do software. Planejar as fases de análise, projeto, construção, testes unitários, testes integrados, migração de dados, implantação e treinamento relacionados a projeto de sistema de informação. Utilizar os conceitos de qualidade de software providos pelas diversas metodologias aplicadas na área. Gerenciar durante o projeto de software todas as implantações realizadas, bem como todas as modificações de código efetuadas por meio de gerenciadores de versão. Criar e manter ambientes computacionais de hardware e software para desenvolvimento, homologação e produção relativos ao sistema computacional projetado.

Junto com todas essas competências o aluno aliará capacidade de reflexão, criatividade e autonomia para acompanhar as alterações dos projetos e sua interação com questões tecnológicas e científicas. Durante todo o processo de trabalho o egresso perseguirá o desenvolvimento da inovação científico-tecnológica e o uso da criatividade para aplicar em seu meio de atuação.

O profissional também terá capacidade de atuar em equipes interdisciplinares seja como integrante ou líder, entendendo as modificações do contexto do trabalho, tomando decisões e delegando tarefas.

Mensalidades e Bolsas

Para efeito de pagamento da anuidade os cursos são divididos em semestres letivos, sendo o valor de cada semestralidade dividido em seis parcelas da seguinte forma:

  • de janeiro a junho no primeiro semestre;
  • de julho a dezembro no segundo semestre.

A primeira parcela será paga no ato da matrícula e as demais até o dia 05 de cada mês.

A UCL oferece alternativas de descontos nas semestralidades, conforme as possibilidades seguintes:

  • Redução do número de disciplinas no semestre letivo
    A matrícula em um número de disciplinas inferior ao sugerido na estrutura curricular é permitida para todos os cursos. Esta opção promove redução no valor da semestralidade e a possibilidade de maior rendimento acadêmico para quem tem pouca disponibilidade de tempo para os estudos, porém aumenta o tempo de duração do curso.
  • Bolsas de atividades acadêmicas, de pesquisa ou monitoria
    Descontos sob forma de bolsa poderão ser concedidos a alunos que participam de projetos de pesquisa, monitorias ou executam atividades de interesse institucional.
  • Financiamento Estudantil (FIES)
    A UCL está credenciada como participante do FIES, plano de financiamento estudantil do governo federal através da Caixa Econômica, com 100% do valor da mensalidade e com regras ditadas pelo próprio MEC. As regras deste financiamento estão disponíveis na internet no endereço www.mec.gov.br