Professor da UCL participa de audiência pública sobre criação de Unidade de Conservação Marinha

Professor da UCL participa de audiência pública sobre criação de Unidade de Conservação Marinha

Marinha-04

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (Semmam) realizou, na noite desta segunda-feira (8), uma audiência pública para a criação de uma Unidade de Conservação Marinha.

O evento foi realizado no Iate Clube do Espírito Santo, na Praia do Canto, e contou com a participação de empresários, Organizações Não Governamentais (Ong’s), desportistas, pescadores, alunos e professores da UCL e da Ufes e representantes das Associações de Moradores da Ilha do Boi, Iha do Frade e Praia do Canto.

O professor da UCL, Marco Bravo, e os estudantes dos cursos de engenharia e arquitetura da disciplina de Ciências do Ambiente, também participaram do evento. Marco falou sobre a importância do evento: “Estamos cumprindo nossa #MissãoMeioAmbiente e construindo um novo regramento para proteger o Ambiente Marinho em nossa ilha do Mel” destacou.

A futura Unidade de Conservação Marinha, que terá aproximadamente 16 quilômetros quadrados e abrangerá toda a região costeira de Vitória, incluindo praias, recifes, costões rochosos e ilhas, permitirá cartografar nossa baía e criar proteção federal legal para preservar as tartarugas e toda a fauna e flora marinha da zona costeira.

A audiência pública, que contou com a participação de 132 pessoas, foi organizada pelas Gerências de Pesquisa e Monitoramento de Ecossistemas e de Educação Ambiental da Semmam. Além da presença do titular da Semmam, Luiz Emanuel Zouain, o secretário da Secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação, Fabrício Gandini, também participou do evento.

Conforme a legislação vigente, o processo de criação da nova unidade de conservação ficará à disposição na Semmam por 30 dias. “Agora, seguindo a legislação, o processo de criação da nova unidade de conservação fica na Semmam por 30 dias, à disposição de todos que quiserem ainda observá-lo e apresentar sugestões. Quem quiser colaborar é só ir à Semmam (que funciona no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão, na Enseada do Suá – veja no mapa) e ser atendido por um dos nossos técnicos”, destacou o secretário Luiz Emanuel Zouian.

Mata Paludosa

Na última terça (9), aconteceu outra audiência pública para a criação da Unidade de Conservação da Mata Paludosa, em Jardim Camburi, cuja ideia foi reunir toda a extensão da Reserva da Mata Paludosa no Parque da Fazendinha, em uma única Unidade de Conservação, garantindo, assim, futuros investimentos no local através de recursos oriundos de compensações ambientais, como alinha o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).